04 novembro 2015

Amizade aos livros

Tem doença que é forma de se evoluir, mesmo aposentada por invalidez, nada me detém. 
Há muitas contradições em mim mas sou fiel à minha vocação de escritora. 
Onde moro é  Avenida principal mas sempre entro em  mim e tenho a inspiração adequada, faz-se silêncio em mim! 
Escrever é o meu maior prazer, trabalhar em meus livros... 
Se eu não escrevo, nego a mim mesma uma enorme oportunidade de crescimento. 
E foi por isso que me escrevi.

Rosélia Bezerra, 61 anos, Rio de Janeiro, Brasil

Desafio nº 100 – «e foi por isso que me escrevi»

2 comentários:

  1. Olá, querida margarida
    Obrigada por ter publicado aqui... Sua dedicação é enorme!
    Bjm fraterno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh - faço com muito gosto!
      um grande beijinho

      Eliminar