22 março 2017

Theo De Bakkere ― desafio escritiva nº 18

Ó dormidor preguiçoso
Ao alvorecer os pássaros já chilreiam em coro, mas no quarto do Elísio, só se ouvia o tiquetaque do espetador.
TOC, toc, a mãe bateu na porta, toc, toc e cantava bem-disposta:

Ó levanta-te, ó dormidor preguiçoso,
o cuco grita "cuco, cuco".
O cuco grita na floresta.
Elísio, não ouvia a mãe, nem o blim-blém do sino, nem o cocorocó do galo, nem as sete horas do blá, blá, do jornal falado.
Tivera um sono profundo, zzzzzz.
Theo De Bakkere, 64 anos, Antuérpia Bélgica

Desafio Escritiva nº 18 ― onomatopeias na história

Sem comentários:

Enviar um comentário