22 abril 2017

Andrea Ramos ― sem desafio

Não vale a pena desesperar – o amanhã será bem melhor!
Encontrei a tristeza, ela queria aprisionar-me, puxava-me os cabelos e espancava-me com força.
O lago de lágrimas surgiu.

Mas eu resoluta ansiava vencer.
Decidida a mudar, enfrentei-a!
Dei um passo de gigante, pulei-lhe para cima e pisei-a com todas as minhas forças.
A cada gemido seu eu tapava os ouvidos.
A cada investidura sua eu rodava sobre mim e dava-lhe golpes de mestre.
A luta foi renhida!
Venci!
Posso descansar enfim, encontrei a serenidade e a paz.

Andrea Ramos, 40 anos, Torres Vedras

Sem comentários:

Enviar um comentário