15 abril 2017

Isabel Pinto - desafio nº 109

Solidão
O dia estava quente para a época. Encontrava-se na praia repleta de gente, mas o sentimento de solidão não a abandonava. Onde antes se sentia acompanhada agora sentia um nada. A angústia.

Olhou à volta, mas começou com os tais ataques de ansiedade arrasadores. Melhor seria sentar-se de frente para o mar vendo o horizonte e dialogando internamente consigo para se acalmar: “vai passar; aguenta”.
Não sabe quanto tempo ficou na mesma posição até sentir-se dormente; vazia.
Isabel Pinto, Setúbal
Desafio nº 109 – solidão no meio de gente

Sem comentários:

Enviar um comentário