22 abril 2017

Natalina Marques ― desafio escritiva nº 19

O teu dono nunca repôs a letra que perdeste.
Foste posta de parte, esquecida num canto, porque agora há um novo teclado.

Mas nunca vou esquecer as cartas de amor que em ti escrevi.
Cartas que li, e reli, para que no coração ficasse gravada a mensagem de uma jovem apaixonada.
Hoje, olho para ti, lembro com saudade os segredos que te revelava e as tuas teclas escreviam, mas não as enviava, com medo que fossem pirosas.
Natalina Marques, 58 anos, Palmela

Desafio Escritiva nº 19 ― vidas passadas de objetos

Sem comentários:

Enviar um comentário