06 abril 2017

Trindade Pereira ― desafio RS nº 44

Passou por mim numa correria, nem me respondeu aos bons dias. Apanhei as chaves que lhe caíram no chão, nem me agradeceu. Que falta de educação! Dirigiu-se ao carro errado, nem reparou na pasta que lhe caiu no chão. Que despistado! Anda na lua!

Estava fora de si. Saía para o exame de filosofia, decisivo para a sua vida. Recebe um telefonema para se dirigir à urgência, porque a sua mãe sofreu um acidente. Que situação difícil!
Trindade Pereira, 54 anos, Leiria

Desafio RS nº 44 – reflexão em 44, contrário em 33

Sem comentários:

Enviar um comentário